Púchkin profeta

F. Dostoievski, 1880 d.C. – “Púchkin é um fenômeno extraordinário e talvez a mais singular manifestação do espírito russo” observou Gogol. E eu acrescentaria: ele é um fenômeno profético. De fato, no seu aparecimento há algo inquestionavelmente profético para todos nós russos. Púchkin surge exatamente na aurora de nossa verdadeira consciência, pois se passaria todo um século após as reformas de Pedro o Grande até que nossa consciência fosse despertada em nós. O advento de Púchkin, como uma luz guia, ajudou imensamente a iluminar a estrada escura à nossa frente. E nesse sentido Púchkin é profético, apontando para o futuro. . . .