O Grande Teatro do Mundo

Calderón de la Barca, 1641 d.C. – O Criador, a Criação e as criaturas se encontram no Primeiro Ato. “Mortais que ainda não viveis,/ eu já vos chamo mortais,/ pois no meu conceito iguais/ esperais ser o que sereis;/ mesmo sem ouvidos escuteis,/ vinde a estes vergéis,/ pois cingido de lauréis,/ cedros e palma vos espero,/ porque aqui entre todos quero/ repartir estes papéis. . . .