Categoria: Literatura

Diálogo final de “Assassino sem recompensa”

Eugène Ionesco - 1958 d.C.

Demônios e endemoniados se encontram

Fiodor Dostoievski - 1872 d.C.

O Infinito ao meu redor

Jorge Luis Borges - 1945 d.C.

Cânticos espirituais, ou: Lira de Port-Royal

Jean Racine - 1694 d.C.

Ecos da Era do Jazz

F. Scott Fitzgerald - 1931 d.C.

Sirva-se!

Sergei Eisenstein - 1930 d.C.

Púchkin profeta

Fiodor Dostoievski - 1880 d.C.

Sonho do Juízo Final

Francisco de Quevedo - 1627 d.C.

Nas trevas do coração: a horrenda vida e a morte horrorosa do horrível Mister Kurtz

Joseph Conrad - 1902 d.C.

Tristão louco e Isolda, a Loura das Brancas Mãos

Anônimo - c. Século XI d.C.

Fragmentos de encontros e desencontros

Sándor Márai - 1930-42

O Mistério dos Santos Inocentes

Charles Péguy - 1912 d.C.

O assassinato de um filho pródigo

Valmiki, o "Poeta Primordial" - c. 500 a 300 a.C.

O conto dos dois irmãos, ou: A vida como ela é velha como o mundo.

Annana, escriba do faraó Ramsés Miamum - 1225 a.C.

As aventuras de Ishtar – a deusa do submundo encontra a Rainha do Sexo

Século XXII a.C.

A Canção de Orlando, ou: Rolando Furioso, ou: Roldán Amoroso, ou: Hruodland Orgulhoso, ou simplesmente: A morte de um bom soldado

Século XI d.C.

O gigante Adamastor

Luís Vaz de Camões - 1572 d.C.

Eu e os canibais

Daniel Defoe - 1719 d.C.

Três italianos buscam um pouco de razão entre a Floresta Amazônica e a Cidade Eterna

Paolo Sorrentino - 2010 d.C.

Música e Drama, ou: Mais uma morte em Veneza

Gabriele D'Annunzio - 1900 d.C.

Anatomia da Democracia

Alexis de Tocqueville - 1840 d.C.

A Parábola dos Três Anéis

Gotthold Ephraim Lessing - 1779 d.C

Para criar mentes maduras, ou: Apologia do Ensino Superior

John Henry Newman - c. 1850 d.C.

Estética como ciência da expressão

Benedetto Croce - 1902 d.C.

Estórias tradicionais do Japão

Meu Paraíso Perdido

Samuel Johnson - 1781 d.C.

À linda madonna loira Laura lira, louro, lírio, auréola e ouro

Francesco Petrarca - 1336-74 d.C.

Iluminuras urbanas

Arthur Rimbaud - 1886 d.C.

El Cid – A tragicomédia da Vingança, ou: Quando o Amor e a Honra nascem do Orgulho e da Hipocrisia

Pierre Corneille - 1637 d.C.

As fases do homem, segundo a mulher

Livro das Mil e Uma Noites - Sécs. XIV e XV d.C.

O primeiro Dilúvio

Épico de Gilgamesh - Séc. XXII a.C.

O Mito de Sísifo

Albert Camus - 1942 d.C.

O Grande Teatro do Mundo

Pedro Calderón de la Barca - 1641 d.C.

Os três primeiros “Coros da Rocha”

T.S. Eliot - 1934 d.C.

Selectas dos “Analectos”

Confúcio - Séc. V a.C.

Três irmãs em conluio

Apolônio de Rodes - Séc III a.C.

Diálogo entre um pai e o homem que matou seus filhos

Homero - Séc. VIII a.C.

O Louco

Friedrich Nietzsche - 1882 d.C.

A Ciência, a Angústia e o Nada

Martin Heidegger - 1929 d.C.

A essência do existencialismo

Jean-Paul Sartre - 1945 d.C.

Súplica de uma filha em favor de seu protegido

Homero - Séc. VIII a.C.

Poesia na Politeia

Platão - Séc. IV a.C.

Autobiografia de um tolo

Épico de Gilgamesh - Séc. XXII a.C.

A Verdade enquanto Subjetividade

Soren Kierkegaard - 1840s d.C.

Mimesis: a origem da poesia

Aristóteles - Séc. IV a.C.

Mozart e Salieri

Alexander Púchkin - 1830 d.C.

Oração à Dignidade do Homem

Giovanni Pico della Mirandola - 1486 d.C.

A profecia de um pai no mundo dos mortos

Virgílio - Séc. I a.C.

25 citações bachianas

Vários autores

Diálogo inicial de “Esperando Godot”

Samuel Beckett - 1953 d.C.